Como diminuir a ansiedade

Atualizado: 26 de Ago de 2019

A ansiedade é uma resposta NATURAL do organismo para alertar nossa mente sobre alguma situação de “perigo”. Ela gera sensações, normalmente, desagradáveis como dor no estômago, medo, mãos suadas, transpiração em excesso, coração acelerado, etc...

Ansiedade não é depressão. Depressão é uma doença e precisa de tratamento medicamentoso. Não confundam. Sentir ansiedade é normal. Todos nós sentimos em algum momento da nossa vida, por vivenciarmos situações que gerem esse “estresse” emocional.

Entretanto, não saber lidar com situações de pressão, ficar colocando altas expectativas em algo que ainda não aconteceu, imaginando como será ou antevendo um “fracasso” seu que não aconteceu, e talvez, nunca acontecerá, gera ansiedade em excesso.

Se você identificou vários sintomas associados à ansiedade, merece atenção. Você precisa fazer alguma coisa a respeito, para que ela não evolua.

Quem tem muita ansiedade, tem ALTO NÍVEL de energia (estão ligados no 220Volts o tempo inteiro), e colocar essa energia para fora, ajudará a amenizar os sintomas.

Há terapias, como o Thetahealing (cura energética), por exemplo, que identifica as crenças limitantes que geram a ansiedade e é possível desbloquear essas crenças.

Existem estudos que dizem que se você passar 15 minutos por dia interagindo (convivendo ou brincando) com animais, você terá a diminuição gradativa do seu nível de ansiedade. Se você tem um PET, aproveite para prestar mais atenção nele e interagir com ele.

A ansiedade está ligada principalmente a sua forma de interpretar situações e de resolver problemas. Como você enxerga situações-problema? Você consegue lidar bem ou sempre acha barreiras imensas a serem ultrapassadas e se acha incapaz de passar por elas?

Sua forma de ver os problemas do dia-a-dia são negativas demais?

Você acha que furar o pneu do carro na ida para o trabalho é algo muito estressante, que só acontece porque você é uma pessoa azarada, e você se sente muito mal com isso?

A ansiedade é principalmente gerada pelo seu OLHAR para tudo o que acontece em sua vida (acredite). Você produz isso porque sua mente entra num ciclo vicioso de pensamentos e padrões de reação de forma crescente. E quanto mais você entra nesse ciclo comportamental vicioso, mais o nível de ansiedade cresce, se você não “frear”. Se não tratada a ansiedade, vira TAG (Transtorno Generalizado de Ansiedade). O TAG é tido como um transtorno de “preocupação excessiva ou expectativa apreensiva”, e só pode ser tratado a nível medicamentoso + terapia comportamental cognitiva ou terapia quântica.

O